Lisboa é uma das cidades mais baratas no ranking das mais caras

Fernanda Cerqueira
, 22-06-2017

Em 2017, a capital portuguesa desceu três lugares no ranking das cidades mais caras do mundo. Luanda recuperou a liderança da lista das cidades mais caras do mundo. 

O 23º Estudo Anual da Mercer abrange 209 cidades dos cinco continentes e analisa o custo comparativo de mais de 200 itens em cada local, incluindo alojamento, transporte, comida, roupas, bens domésticos e entretenimento. De acordo com este Estudo, em 2016 era mais caro viver em Lisboa do que em 2017. Este ano, o custo de vida na capital portuguesa, em comparação com o resto do mundo diminuiu, passando da 134.ª para a 137.ª posição.

Esta descida acompanha a diminuição dos preços verificada na maioria das cidades da Europa Ocidental devido à desvalorização do euro face ao dólar e outros fatores relacionados com a economia da zona Euro. Zurique, a cidade europeia mais cara, caiu uma posição em relação ao ano passado, encontrando-se no 4.º lugar. Já Londres (30.º), Aberdeen (146.º) e Birmingham (147.º) também verificaram uma queda dos preços, muito em parte como resultado do enfraquecimento da libra após o Brexit.

O topo do ranking das cidades mais caras do mundo é ocupado pela capital angolana. Luanda recupera a liderança, sobretudo por causa do preço dos bens e da segurança. Nos 2.º e 3.º lugares estão Hong Kong e Tóquio, respetivamente.