Negócios

Sete imóveis de €300M saem do portfólio da ECS

Ana Tavares |
Sete imóveis de €300M saem do portfólio da ECS

O portfólio da ECS Capital que está à venda, conhecido como Projeto Crow, tem agora menos sete ativos, avaliados em cerca de 300 milhões de euros.

Segundo o Económico, estão em causa os Jardins de Birre, Colombo’s Resort, Herdade da Barrosinha, terrenos de Coimbra, Quinta dos Clérigos, Morgado Golf & Country Club e o Lago Montargil & Villas. Estes foram os ativos avaliados pelos fundos interessados por um valor inferior ao do balanço dos bancos CGD, BCP e Novo Banco, os mais expostos aos fundos de reestruturação da ECS. Santander e Oitante também detêm unidades de participação.

O Projeto Crow envolve a alienação de dois fundos de recuperação detentores de várias propriedades hoteleiras, terrenos e ativos comerciais. Está no mercado e tem dois finalistas à sua compra, nomeadamente o fundo Davidson Kempner Partners e o consórcio Bain/Cerberus que, até agora, apresentaram propostas de 900 e 850 milhões de euros, respetivamente. Deverão apresentar as suas propostas finais até ao dia 30 de setembro.