Hotéis

Venda dos ativos da ECS com dois interessados na reta final

Ana Tavares |
Venda dos ativos da ECS com dois interessados na reta final

A Davidson Kempner e o consórcio Bain/Cerberus são os finalistas à compra dos fundos de restruturação da ECS, tendo apresentado propostas vinculativas e submetido as respetivas ofertas dentro do prazo limite que terminou no final de agosto.

Já em abril, a PropertyEU avançava que a banca tinha selecionado uma shortlist de três investidores, que incluía também a Oaktree, que entretanto desistiu do negócio, segundo apurou o Eco.

Em causa está um portfólio de hotéis de luxo como o Conrad Algarve, o As Cascatas Golf & Resort Spa, da Hilton, hotéis NAU, além de centros comerciais La Vie, entre outros, num total de cerca de 20 ativos.

Entre os bancos expostos aos fundos da ECS estão o Novo Banco, o BCP ou a CGD. O Santander e a Oitante também detêm unidades de participação.

A banca terá agora de escolher o comprador até ao final do ano. O negócio pode incluir o financiamento desta operação.