Student Housing

Amro aterra em Portugal com investimento em Paranhos

Susana Correia |
Amro aterra em Portugal com investimento em Paranhos
Residência Amro Estudiantes Porto

«A Amro Partners expandiu o seu alcance no mercado ibérico com dois novos projetos estratégicos de alojamento para estudantes na capital espanhola, Madrid, e na segunda maior cidade portuguesa, o Porto. Juntos irão somar 367 camas ao mercado de student housing ibérico e consolidar o posicionamento da Amro como promotor e operador PBSA (Purposed Built Student Accomodation) pan-ibérico», anuncia a empresa britânica, confirmando a informação noticiada pela VI no passado mês de outubro.

Desta forma, a Amro torna-se no mais recente reforço internacional a marcar presença no mercado português de student housing. O Porto, e mais precisamente o polo universitário da Asprela, em Paranhos, foi a localização escolhida para o seu «primeiro projeto no carente mercado de student housing em Portugal», lê-se no mesmo documento.

Com inauguração prevista para 2023, a nova residência da Amro irá somar 151 camas, distribuídas por estúdios individuais, “twodios” e quartos duplos com serviços incluídos, além de vários equipamentos de apoio como salas de estudo, terraços e ginásio, uma sala MasterChef, court de padel e áreas verdes exteriores.

O projeto do Porto será promovido em simultâneo com a nova residência da Amro na capital espanhola. Desenhada para um terreno com 5.600 m² na localidade de Getafe, na zona sul de Madrid, este projeto irá somar 216 camas servidas por um leque de equipamentos e serviços partilhados que incluem, entre outros, uma cantina com espaço exterior, salas de estudo, espaços de co-working, ginásio e piscina.

Os empreendimentos irão abrir portas dentro de dois anos, em 2023, e serão operados sob a marca Amro Estudiantes. Além disso, avança a empresa, ambos os projetos estão enquadrados no seu compromisso Net Zero Carbon 2030, sendo concebidos com o objetivo de obter o selo BREEAM com a classificação “Outstanding”; «dando lugar a dois dos mais sustentáveis edifícios novos na Ibéria».

Novos investimentos já na mira

Considerados estratégicos, estes projetos elevam para 2.000 o número de camas já em carteira pela Amro na região, e fazem parte de «um ambicioso plano de expansão para a Ibéria», que tem como meta construir um portfólio 5.000 camas até 2025.

Entretanto, a empresa já fez saber que vai continuar a procurar ativamente novos projetos de student housing em Espanha e Portugal ao longo dos próximos 12 meses, de modo a «a capitalizar esta fase inicial do mercado, em que o rácio de estudantes para o número de camas dedicadas a este nicho é de aproximadamente 10:1».

«Atingimos um período extraordinário de crescimento em que foi possível concretizar a nossa ambição de nos tornarmos um verdadeiro negócio pan-ibérico em apenas três anos. O mercado de alojamento estudantil na Península Ibérica continua criticamente mal servido e, de forma crucial, mostrou a sua resiliência nestes últimos quinze meses. Os nossos projetos em Madrid e no Porto asseguram que vamos continuar a captar uma fatia significativa do mercado nesta etapa inicial e, como tal, continuamos focados em expandir a nossa presença na região, com novas oportunidades de student housing e multifamily no pipeline», afirma Raj Kotecha, co-fundador e managing director da Amro Partners.

Desta forma, confirma a empresa, «suportada pelo sucesso obtido no mercado de student housing, a Amro está agora ativamente à procura de oportunidades no setor ibérico de Built to rent», contando debutar «neste mercado efervescente» já na segunda metade de 2021.

Recorde-se que a Amro chegou ao mercado ibérico há três anos, tendo já investido cerca de 200 milhões de euros no desenvolvimento de projetos de student housing na região – dois dos quais foram vendidos à Xior. Atualmente, além dos projetos no Porto e em Madrid, soma já vários projetos em cidades secundárias espanholas, nomeadamente Granada, Málaga, Sevilha, Valência e Pamplona.