Mais de 70 novos hotéis abrem até 2019

Ana Tavares |
Mais de 70 novos hotéis abrem até 2019

De acordo com a Cushman & Wakefield, esta nova promoção hoteleira confirma o forte potencial do setor, que acabou de fechar um ano de novos recordes. No seu Business Briefing – Atividade Turística Portugal, agora lançado, a consultora destaca «mais um ano recorde para o turismo» com crescimentos próximos dos 2 dígitos em número de visitantes e estadias.

Dados recentes do INE mostram que o setor continua a crescer desde 2013. No ano passado, o número de visitantes aumentou 9,8% face ao ano anterior, situando-se nos 19,1 milhões, e as dormidas mantiveram-se acima dos 53,5 milhões, mais 9,6% que em 2015.

A par disso, aumentaram as receitas, e a melhoria constante na qualidade do serviço hoteleiro tem contribuído para um maior desempenho operacional do setor. Em 2016, as receitas hoteleiras cresceram 17%, num total de mais de 2.900 milhões de euros, sendo que o RevPar cresceu 13,4%, fixando-se nos 42,3 euros. Janeiro já arrancou a crescer, com uma subida de 17% das receitas.

Lisboa, Algarve e Madeira continuam a ser os 3 primeiros destinos do país, com 18,1, 13,1 e 7,3 milhões de dormidas em 2016. Os Açores foram a região que mais cresceu no ano passado.

Segundo esta publicação da Cushman & Wakefield, os turistas estrangeiros representam 72% das dormidas no país, sendo que a região da Madeira, Algarve e Lisboa são as mais concorridas, ao invés do Alentejo e da região Centro. O Reino Unido é o principal emissor, com 24% de todos os visitantes estrangeiros, seguido pela Alemanha, com 14%, e de Espanha com 10%. Gastam uma média diária em Portugal de 114 euros.