Negócios

Addrezza coloca carteira de 60 milhões no mercado

Ana Tavares |
Addrezza coloca carteira de 60 milhões no mercado

A Addrezza, parte do Grupo Laje Capital, tem no mercado desde março uma carteira com mais de 200 imóveis avaliados em cerca de 60 milhões de euros – o Project Silk. O processo está nas mãos da Square AM, gestora do fundo que detém os imóveis, o Addrezza Arrendamento, e da CBRE.

Segundo o teaser ao qual o Eco teve acesso, o portfólio era composto inicialmente por 219 imóveis, mas alguns acabaram por ser retirados entretanto. 200 dizem respeito a habitação, numa área total de 24.600 metros quadrados, que geram rendas de 806.000 euros por ao. Os restantes 19 imóveis dizem respeito a escritórios, lojas, terrenos e estacionamentos, num total de 40.670 metros quadrados e 32.000 euros de rendas anuais.

O mesmo documento refere que os contratos da maioria destes imóveis começaram a ser rescindidos no ano passado. 46% está devoluto, percentagem que «aumentará rapidamente nos próximos meses, uma vez que a maioria dos contratos», cita o jornal.

A fase de “non binding offer” terminou a 7 de abril, e decorre agora a fase de “binding”, ou de apresentação das propostas vinculativas, que terminam dentro de duas semanas. O Eco avança que concorrem a Whitestar Asset Solutions, em representação de um investidor, e o fundo alemão Deutsche Finance, juntamente com a Finsolutia.

A Addrezza é proprietária de vários projetos de habitação e turismo de luxo, como o Sublime Comporta, o Amoreiras Residence, Amoreiras Vista, Malha 34 Alta de Lisboa e o i53 Carcavelos, que constam no site da empresa.