Habitação

Almagro Capital chega para investir em habitação com usufruto

Ana Tavares |
Almagro Capital chega para investir em habitação com usufruto

A SOCIMI espanhola Almagro Capital já tem luz verde dos seus acionistas para entrar em Portugal, estreando-se assim fora de Espanha. A empresa é especializada na compra de imóveis com usufruto, e foca-se nos mais velhos, que podem continuar a viver na sua habitação, obtendo liquidez com a sua venda à SOCIMI. Este produto financeiro permite manter um regime de arrendamento durante o tempo que desejarem. O período pode ser determinado, ou até ao fim da vida do inquilino.

O comprador, neste caso a Almagro, aplica um desconto reduzido sobre o preço de mercado do imóvel, e paga ao vendedor a maior parte do valor, deixando uma parte reservada para cobrir as rendas. Se o inquilino sair antes do tempo acordado, recupera o valor remanescente.

Segundo avança Enrique Isidro, administrador e acionista da SOCIMI, ao idealista/news, a ideia é «dar uma solução às pessoas mais velhas» que precisam de liquidez, mas que querem manter a sua habitação. Explica que «o nosso compromisso é melhorar a qualidade de vida das pessoas, através de um projeto empresarial que oferece uma solução integral».

A Almagro tem atualmente cerca de 100 casas nas zonas residenciais mais prime de Madrid, num valor bruto de 54 milhões de euros. Está agora a ultimar um aumento de capital de 50 milhões de euros para investir nas principais cidades espanholas, e vai começar a analisar operações em zonas residenciais prime em Portugal. Lisboa e Porto serão os principais focos.

Até 2023, a empresa pretende investir cerca de 250 milhões de euros através de outros aumentos de capital, continuando focada em bairros habitacionais que assegurem liquidez e baixo risco.