Visto Gold

“Vistos Gold” rendem 47,4 milhões ao imobiliário em fevereiro

Ana Tavares |
“Vistos Gold” rendem 47,4 milhões ao imobiliário em fevereiro

No mês de fevereiro, o investimento captado através da concessão de “golden visa”, ou “vistos gold”, somou os 52,3 milhões de euros, mais 13% face a fevereiro de 2020, e mais 58% que os 33 milhões de euros investidos em janeiro deste ano.

De acordo com as contas feitas pela Lusa com base nas estatísticas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), o investimento imobiliário representou 47,5 milhões de euros, dos quais 8,6 milhões de euros dizem respeito a aquisições para reabilitação urbana. A transferência de capitais representa 4,7 milhões de euros.

Foram concedidos 89 vistos por via da compra de bens imóveis, 24 dos quais para reabilitação urbana, e 11 através da transferência de capitais.

Os números citados pelo Público notam também que foram concedidos 46 vistos a cidadãos da China, 7 a brasileiros, 5 a cidadãos dos EUA, 4 a cidadãos do Paquistão e outros 3 a russos.

Lançado em outubro de 2012, o programa de concessão de ARIs já soma um investimento acumulado de 5.724 milhões de euros, 5.177 dos quais foram investidos na compra de bens imóveis, 288 dos quais em reabilitação urbana. A transferência de capitais captou apenas 547 milhões de euros.

Até fevereiro, foram atribuídos 9.544 vistos, 8.970 via compra de imobiliário, 801 dos quais para reabilitação urbana.