Luxo

Famílias estrangeiras impulsionam mercado de arrendamento premium em Lisboa

Ana Tavares |
Famílias estrangeiras impulsionam mercado de arrendamento premium em Lisboa

O mercado de arrendamento premium de média e longa duração está em alta em Lisboa, graças à procura de famílias estrangeiras que procuram mudar-se para Portugal.

Se antes da pandemia a Athena Advisers geria essencialmente arrendamentos de curta duração para os clientes que adquiriam propriedades numa ótica de investimento, cresce agora o mercado de média e longa duração, graças «ao forte aumento da procura por este tipo de arrendamento», refere a consultora em comunicado.

Nos últimos 15 meses, 70% da procura da consultora diz respeito a famílias estrangeiras que se mudam de forma permanente para Portugal. 30% diz respeito a nómadas digitais ou expatriados. Os franceses representam 30% desta procura, seguidos pelos americanos e ingleses, ambos com 20%, e outros 30% de outras nacionalidades.

A procura pelo arrendamento prende-se com a vontade de conhecer o mercado antes de investir em Lisboa. Já os expatriados procuram uma casa que lhes proporcione qualidade de vida e bom equilíbrio entre vida profissional e social.

Marta Salgado, responsável pelo departamento de Arrendamento da Athena Avdisers Portugal, destaca que «desde há alguns anos que um número crescente de pessoas de nacionalidade estrangeira elege Portugal, e nomeadamente Lisboa, para residir ou trabalhar e a pandemia veio acentuar ainda mais esta tendência devido à qualidade de vida que o nosso país oferece. O arrendamento surge, neste contexto, como uma excelente opção não só para os nómadas digitais mas também para as famílias que, vindas de cidades completamente diferentes e onde as distâncias que percorrem no seu quotidiano são muito maiores, querem analisar a dinâmica e o estilo de vida da cidade, bem como conhecer mais a fundo o próprio mercado antes de avançarem para a compra de uma casa».

Famílias procuram Estrela, Lapa ou Campo de Ourique

As zonas mais procuradas pelas famílias que se querem mudar para Lisboa estão próximas de escolas internacionais, com boa oferta de serviços e equipamentos, nomeadamente a Estrela, Lapa, Campo de Ourique, Príncipe real ou a Quinta da Beloura.

As tipologias mais procuradas variam entre o T3 e o T5, com intervalos de preços entre os 3.000 e os 8.000 euros de renda mensal. Segundo Marta Salgado, «a média dos arrendamentos ronda entre um a dois anos, o tempo suficiente para conhecerem a cidade de Lisboa e tomarem a decisão de investir na aquisição de casa com mais confiança e segurança».

Este tipo de público procura também garagem e amenities como piscina ou ginásio.

Nómadas digitais preferem Chiado e Santos.

Por outro lado, os expatriados, regra geral mais jovens, procuram T1 a T2 com preços entre os 1.000 e os 3.000 euros por mês, arrendamentos que duram entre 6 meses a um ano. Escolhem essencialmente zonas como o Chiado, Santos ou o Bairro Alto.

Os dois públicos procuram casas com espaços exteriores, como terraços, jardins ou varandas.

Marta Salgado realça que «apesar de assistirmos a uma procura cada vez maior para o mercado de arrendamento, a oferta de qualidade no segmento premium continua a ser muito escassa, o que tem travado um crescimento que poderia ser ainda mais acentuado, tendo em conta que este mercado apresenta um potencial enorme».