Fiscalidade

Fisco cobra €145M de Adicional ao IMI este ano

Ana Tavares |
Fisco cobra €145M de Adicional ao IMI este ano

O valor das notas de cobrança emitidas este ano pela Autoridade Tributária para o pagamento do imposto Adicional ao IMI, e cujo pagamento tem de ser feito durante este mês de setembro, soma os 145.11 milhões de euros.

Segundo as notas dadas por fonte oficial do Ministério das Finanças à Lusa, foram enviadas mais de 80.400 notas de liquidação para este efeito. 60.149 disseram respeito a pessoas coletivas e 20.303 a pessoas singulares, sendo este o número mais elevado desde que o Adicional ao IMI começou a ser cobrado, em 2017.

No entanto, os 145.11 milhões de euros de receita são o valor mais baixo registado desde 2017, mostram as estatísticas publicadas no Portal das Finanças. Nesse primeiro ano de cobrança, foram cobrados 154,33 milhões de euros. Em 2018, foram cobrados 148,05 milhões de euros, e 147,36 milhões de euros em 2019. Em 2020, a receita foi de 148,06 milhões de euros, um aumento explicado pela subida do valor junto dos contribuintes coletivos.

Segundo explica o Ministério das Finanças à agência, cita o Eco, este ano 321 particulares tiveram de pagar a taxa mais elevada, de 1,5%, taxa que foi aplicada pela primeira vez em 2019, abrangendo o valor patrimonial tributável que excede os 2 milhões de euros. Só é aplicada aos particulares que tenham imóveis cujo valor exceda este montante. Em 2020, foram 303 os contribuintes que pagaram esta taxa.