Mediação Imobiliária

Remax movimenta €2.900M até junho

Ana Tavares |
Remax movimenta €2.900M até junho

No primeiro semestre deste ano, a Remax registou um volume de negócios de cerca de 2.950 milhões de euros, relativos a 36.617 transações, 78% das quais de compra e venda de imóveis.

A imobiliária fechou a primeira metade do ano com aumentos em todos os indicadores, face ao período homólogo, nomeadamente um crescimento de 43,6% no volume de negócios e de 45% no número de transações. Este foi o segundo melhor semestre de sempre da rede.

Na rede Remax, os portugueses foram os principais clientes, com 85% do total, seguidos pelos brasileiros, com 4,7% das transações; pelos ingleses, com 1,1%, e pelos franceses, com igual percentagem.

Em comunicado, Beatriz Rubio, CEO da Remax, destaca que «o primeiro semestre de 2021 foi marcado pelo acentuado crescimento e forte dinamismo da nossa rede, em especial no segundo trimestre, período em que a Remax registou o seu melhor trimestre de sempre em transações imobiliárias, com os meses de abril, maio e junho a superarem pela primeira vez as 20 mil transações em três meses. São números bastantes significativos e que comprovam a robustez da nossa rede, que tem vindo a reforçar o seu posicionamento a nível nacional».

Falando sobre as expetativas para o segundo semestre, Beatriz Rubio salienta que «o nosso crescimento na primeira metade do ano permite-nos prever com otimismo a evolução da marca e consequentemente dos mercados regionais onde atua. A reanimação da atividade económica, o retorno de algum do investimento internacional, as melhorias nos índices do setor do turismo e a própria evolução da segurança sanitária, contribuirão para um bom desempenho do setor imobiliário. As perspetivas são assim positivas, atendendo ao facto de estarmos a falar de um setor que se tem mostrado bastante resiliente nos períodos mais difíceis da pandemia, meses em que provou ser uma alavanca do crescimento económico nacional».