Escritórios

PHC vai ocupar novo edifício de €12M no Taguspark

Ana Tavares |
PHC vai ocupar novo edifício de €12M no Taguspark

O Taguspark conta agora com um novo imóvel, o Edifício Simulador I, onde se vai instalar a tecnológica PHC Software. Com 4.000 metros quadrados e capacidade para 250 postos de trabalho, este edifício situa-se no Lote 33 do Taguspark, próximo do Núcleo Central e da Praça Nelson Mandela. Resulta de um investimento de 12 milhões de euros.

Com esta mudança de espaço, a PHC Software pretende melhorar a experiência de trabalho dos colaboradores. Eduardo Baptista Correia, CEO do Taguspark, comenta em comunicado que «a conclusão desta obra é um passo decisivo para a concretização do projeto inovador que vai permitir à PHC Software cumprir com os seus objetivos de felicidade no local de trabalho e de best experience at work. Estamos certos de que a PHC encontrará neste edifício condições excecionais para proporcionar aos seus colaboradores, clientes e parceiros uma experiência única em local de trabalho».

E completa que «é uma grande satisfação poder acolher uma empresa como a PHC, que reconheceu no Taguspark o ecossistema e a localização ideal para continuar a sua senda de inovação e desenvolvimento nacional e internacional».

Por seu turno, Ricardo Parreira, CEO da PHC, destaca que «queremos que a PHC Software seja uma referência para trabalhar em Portugal e na Europa. E este edifício permitirá construir a experiência que idealizamos, dando-nos todas as condições para que seja um gosto ainda maior trabalhar na PHC».

Explica que «o espaço que vamos criar no edifício será um ecossistema de cultura e criatividade empresarial, que acrescentará valor aos nossos colaboradores, mas também aos nossos parceiros, clientes e à comunidade local. É um sinal de crescimento da nossa empresa, mas também das condições que o Taguspark e Oeiras oferecem».

Taguspark agora é Cidade do Conhecimento

O Taguspark adotou um novo posicionamento, e agora é Cidade do Conhecimento.

Esta mudança «corporiza a realidade que se vive no maior parque de ciência e tecnologia de Portugal». Segundo o Taguspark, «o novo conceito permite sublinhar aquilo que se faz no Taguspark, conhecimento, e está alinhado com o projeto Oeiras Valley, um território de inovação».

Eduardo Baptista Costa explica que «o Taguspark tem as características de uma cidade especial. Tudo aquilo que aqui acontece é em contexto urbano. O parque junta um conjunto de serviços e de áreas de comércio, tem arte e cultura, tem políticas de civismo e de dignidade laboral. Somos uma cidade económica, que produz conhecimento baseado em ciência e tecnologia, que produz riqueza».

E completa que «com esta mudança de assinatura, decidimos sublinhar aquilo que fazemos. É o conhecimento que está na génese do desenvolvimento, que nos permite ir mais longe e alargar fronteiras. Queremos que aquilo que aqui se faz seja um exemplo para o país a todos os níveis».

TAGUSPARK Cidade do Conhecimento
TAGUSPARK Cidade do Conhecimento