Vendas

Vendas do retalho crescem 2,7% em setembro

Ana Tavares |
Vendas do retalho crescem 2,7% em setembro

O Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou uma subida homóloga de 2,7% no mês de setembro, um ligeiro abrandamento face à subida de 3,5% registada em agosto.

Os dados do INE agora conhecidos mostram que o abrandamento do índice agregado foi determinado principalmente pelo agrupamento dos Produtos Alimentares, que passou de uma variação de 3,8% em agosto para 2,1% em setembro. Os Produtos Não Alimentares subiram 3,2%, 0,1% acima da taxa registada em agosto.

Os índices de emprego, remunerações e horas trabalhadas registaram taxas de variação homóloga de 2,2%, 3,5% e 2,5%, respetivamente, que comparam com as subidas de 1,5%, 2,9% e 2,7% em agosto.

Por outro lado, a variação mensal deste índice agregado fixou-se nos 1,5%. Os agrupamentos de Produtos Alimentares e Produtos Não Alimentares passaram de variações de 0,2% e 1,2% em agosto para 1% e 1,9% em setembro.

Em termos nominais, o índice agregado subiu 6% em termos homólogos. As variações dos índices dos produtos alimentares e não alimentares fixaram-se nos 5% e 6,9%, respetivamente.