Porto

Luz verde para a renovação do Mercado do Bom Sucesso

Ana Tavares |
Luz verde para a renovação do Mercado do Bom Sucesso

O projeto de requalificação do Mercado do Bom Sucesso, no Porto, já teve luz verde da Câmara Municipal do Porto, e o parecer favorável da Direção Regional de Cultura do Norte, e as obras vão decorrer ao longo deste ano. O valor global do investimento não foi divulgado.

Foi em fevereiro do ano passado que a Sonae Sierra e a Mercado Prime, de Luísa Amorim, passaram a ser as novas gestoras do Mercado do Bom Sucesso, com um controlo de 20%/80%, respetivamente, da Mercado Urbano, concessionária do Mercado do Bom Sucesso comprada ao grupo Mota-Engil.

Numa entrevista ao Negócios, Marco Massano, diretor do MBS, confirma que esta estrutura de capital da concessionária do MBS vai manter-se conforme o anunciado no ano passado. Considera que «este projeto de renovação pretende dar uma nova vida ao Mercado do Bom Sucesso, melhorando a imagem global e o conforto deste espaço emblemático, requalificando a oferta comercial disponível e melhorando a operação».

As obras já decorrem, e vão prolongar-se maioritariamente durante o período em que o mercado estará encerrado ao público. O responsável explica que «alguns trabalhos, mais relacionados com as alterações das bancas, irão decorrer durante o ano de 2021 e conviverão com o normal funcionamento do mercado. Assim que forem levantadas as atuais restrições, motivadas pelo combate à pandemia de covid-19, o Mercado do Bom Sucesso voltará ao seu normal horário de funcionamento ou aquele que for determinado pelas autoridades».

No início de março, a Câmara do Porto anunciou o deferimento do projeto. Na altura, Marco Massano disse à Lusa que o projeto «está a ser desenvolvido e executado em articulação e diálogo com a autarquia, proprietária do edifício, e a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), em cumprimento do caderno de encargos e demais condicionantes em vigor».

Na altura, o Presidente da CMP, Rui Moreira, afirmou que «a Câmara foi interpelada no sentido de autorizar uma cedência de posição contratual», procedimento que exigiu «a verificação da credibilidade dos proponentes na prestação de garantias equivalentes e do cumprimento do que está no programa para ir a concurso». E garantiu que o tema «foi verificado pelos serviços e por mim», cita o Público.

Continente Bom dia abre no segundo trimestre

Segundo o responsável, o novo supermercado Continente Bom dia deverá abrir ainda este ano, e vai ocupar a área da antiga zona de frescos do mercado, com entrada direta exterior pelo Largo da Ferreira Lapa, com oferta de conveniência centrada em produtos da área dos frescos e livre serviço.

Já as bancas alimentares, dedicadas à restauração e à venda de outros produtos, vão manter-se no núcleo central do mercado.

«O Continente Bom Dia estará bem integrado no mercado, mantendo uma imagem ajustada à vida deste espaço emblemático da cidade do Porto, beneficiando o conjunto da oferta para os visitantes», explica.

“Dar uma nova vida ao Mercado do Bom Sucesso”

Segundo Marco Massano, este projeto de renovação «pretende dar uma nova vida ao Mercado do Bom Sucesso, melhorando a imagem global e o conforto deste espaço emblemático, requalificando a oferta comercial disponível e melhorando a operação».

No total, o mercado terá 26 bancas, 40 lojas e restaurantes com novos conceitos gastronómicos (interiores e exteriores). Os quiosques já existentes serão realocados e renovados com uma imagem mais moderna, em linha com o novo conceito do mercado.

Além disso, será construído um palco multiusos para eventos. E um pouco por todo o mercado serão instalados pontos de internet e de carregamento de baterias para smartphones e tablets.

A ideia é criar um espaço trendy, cómodo e conveniente, em linha com o que é feito «nos mercados tradicionais internacionais», descreve Marco Massano. Todas as bancas terão uma nova imagem adaptada ao conceito do local.