Centros Comerciais

Portugueses gastaram mais 9,2% nos centros comerciais

Ana Tavares |
Portugueses gastaram mais 9,2% nos centros comerciais

No primeiro mês de abertura dos centros comerciais depois do segundo confinamento, entre 19 de abril e 18 de maio, a faturação dos centros subiu face a igual período de 2019, apesar das restrições horárias e de lotação que se mantêm.

Os números do estudo da Reduniq Insignt, divulgados pela APCC, que analisam transações em cartão, mostram que os centros comerciais registaram uma menor afluência que em 2019, mas, em média, cada cliente gastou mais 12,5%, num aumento médio de 9,2% por transação.

Na semana de 26 de abril a 2 de maio, as categorias de Papelarias, Perfumarias, Restauração e Eletrodomésticos & Tecnologias registaram uma subida da faturação acima dos 20%, face a igual semana de 2019. De 10 a 16 de maio, a faturação da restauração subiu acima dos 40% face a igual período de 2019.

Em comunicado, a APCC «questiona as restrições ainda existentes, nomeadamente o encerramento obrigatório da restauração nos centros comerciais às 19h dos fins-de-semana, sem possibilidade de realizar sequer serviço de take-away, contrariamente aos restaurantes localizados na rua, e relembra que desde o início da pandemia nunca foi detetado nenhum surto com origem nos centros comerciais, fruto das medidas e controlos implementados desde sempre e cumpridos rigorosamente por esta indústria».