Lojas

Vendas do retalho descem 11%

Ana Tavares |
Vendas do retalho descem 11%

O Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou uma variação homóloga de -10,9% em janeiro, face a janeiro de 2020. Segundo o INE, trata-se de um agravamento da variação, face aos -4,2% registados em dezembro.

A evolução do índice agregado foi particularmente influenciada pelo desempenho dos Produtos Não Alimentares, que registaram uma forte contração da atividade, com a taxa de variação homóloga a fixar-se em -19,2%, que compara com os -9,45 de dezembro. Os produtos alimentares subiram 0,1%, desacelerando 2,3% face ao mês anterior.

Por outro lado, o índice de vendas desceu -4,8% em termos mensais. Novamente, contribuiu muito para este resultado o comportamento dos Produtos Não Alimentares, que passaram de uma descida homóloga de -1,9% em dezembro para -7,6% em janeiro. Os Produtos Alimentares passaram de uma subida de 2% para -1,7%.

De acordo com estes números de janeiro, os índices de emprego, remunerações e horas trabalhadas apresentaram taxas de variação homóloga de -4,6%, -5,4% e -13,6%, respetivamente, que comparam com as de -4,7%, -3,45 e -6,5% de dezembro.