Habitação

António Costa quer habitação para todos até 2024

Ana Tavares |
António Costa quer habitação para todos até 2024

O Primeiro Ministro, António Costa, quer garantir habitação condigna a todas as famílias portuguesas até 2024. O anúncio foi feito na última semana, numa sessão de apresentação da sua moção de candidatura a secretário-geral do PS.

Segundo o governante, este objetivo será conseguido com recurso ao Programa de Recuperação e Resiliência, que destina 2.750 milhões de euros para dois programas públicos de habitação: «um é dirigido às famílias mais carenciadas, que ainda vivem em habitações que não têm condições de dignidade e que visa garantir que até aos 50 anos do 25 de Abril, em 2024, todas as famílias [a viver em Portugal] terão uma habitação condigna».

Outro destina-se a garantir e criar mais oferta de arrendamento acessível, a «resposta certa» para a política de habitação, nomeadamente para a camada mais jovem da população: «temos de ter políticas públicas que assegurem arrendamento acessível para todos os jovens em Portugal», citam o Público e a Lusa, numa altura em que a demografia «é um dos desafios estratégicos mais importantes» do país.

«É algo que temos de fazer ponto de honra: é que quem quer que seja que venha viver no nosso país, qualquer que seja a sua origem, tem que viver aqui em dignidade como qualquer ser humano tem direito a viver em dignidade onde quer que viva», afirma ainda.

Costa defende que Portugal deve aproveitar o PRR como um «acelerador» para ir mais além e recuperar da crise provocada pela pandemia. E considera que «a recuperação não é voltar onde estávamos no final de 2019, nem é chegar sequer ao ponto onde estaríamos se não tivesse havido covid. Nós temos de chegar mais além e mais rápido».