Hotelaria

Hóspedes e dormidas crescem em novembro, ainda abaixo de 2019

Ana Tavares |
Hóspedes e dormidas crescem em novembro, ainda abaixo de 2019

No mês de novembro, o setor do alojamento turístico em Portugal recebeu 1,5 milhões de hóspedes, responsáveis por 3,6 milhões de dormidas, aumentos de 265,5% e 287,7%, respetivamente, face a novembro de 2020, mês fortemente condicionado pelas restrições impostas devido à pandemia.

Só as dormidas da hotelaria, que representa 82% do total, subiram 309,6% face a 2020, e desceram 13,8% face a novembro de 2019. As dormidas em alojamento local, que pesa 14,8% do total em novembro, registaram uma subida homóloga de 215,2%, menos 11,1% que em novembro de 2019.

Apesar destas melhorias, os valores registados são ainda inferiores aos observados em novembro de 2019 (pré-pandemia). O número de hóspedes desceu 17% e o número de dormidas 12,4% face a novembro de 2019.

Segundo os números do INE, em novembro o mercado português contribuiu com 1,3 milhões de dormidas, ao passo que o mercado externo representou 2,3 milhões. Tratam-se de descidas de 3,4% e 16,6% face a novembro de 2019.

Neste mês, 33,8% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram a chegada de qualquer hóspede, acima dos 25,3% que estiveram inativos em outubro.

No acumulado dos primeiros 11 meses deste ano, as dormidas registaram uma subida de 40,4% face a 2020, e uma descida de 47,7% face a novembro de 2019.