Logística

Merlin Lisboa Park atinge ocupação máxima

Susana Correia |
Merlin Lisboa Park atinge ocupação máxima

Desenvolvido a risco pela Merlin Properties, o primeiro armazém do parque logístico Merlin Lisboa Park atingiu a plena ocupação menos de seis meses após a sua conclusão. As empresas de logística e transporte Rangel, Olicargo e DB Shenker são os novos inquilinos.

Integrado no maior parque logístico em desenvolvimento em Portugal, este armazém de última geração soma uma área bruta locável (ABL) de 45.181 m² e está dividido em seus módulos, dos quais três foram arrendados à Rangel, dois são ocupados pela Olicargo e um pela DB Schenker. Todos contam com grandes vias de acesso, uma altura de 14,7 metros e um elevado número de cais de cargas e descargas, numa relação de 1 por cada 500 m². Além disso, em breve o ativo contará com uma instalação fotovoltaica para auto-consumo, concretizando os seus objetivos de eficiência energética.

«Com a assinatura destes contratos continuamos a expandir a nossa presença logística na Península Ibérica e a reforçar a posição da empresa como o maior fornecedor deste tipo de espaço e como referência logística em Portugal», comenta João Cristina, responsável da Merlin Properties no nosso país.

Perante o sucesso da comercialização deste primeiro armazém promovido especulativamente, a Merlin propõe-se agora a avançar para o desenvolvimento de um segundo armazém no Lisboa Park, somando-lhe uma oferta logística de mais 34.000 m² de ABL.

Localizado no principal eixo logístico do mercado português, em Castanheira do Ribatejo, o Merlin Lisboa Park está localizado a 30 minutos do centro de Lisboa e beneficia da ligação às principais autoestradas de acesso à capital, contando ainda com uma estação ferroviária para carga e passageiros à entrada do parque.