Escritórios

Ocupação de escritórios desce 58% em Lisboa

Ana Tavares |
Ocupação de escritórios desce 58% em Lisboa

O mercado de Lisboa registou um forte abrandamento de 58% no mês de agosto, face ao mês anterior, e também ao mês homólogo, num total de 5.600 m² tomados pelas empresas e apenas 8 transações.

Segundo o Office Flashpoint da JLL, todas as operações foram para ocupação imediata, e a maior delas diz respeito à tomada de 1.600 m² pela CME no Lagoas Park, no Corredor Oeste.

No mês de agosto, a área média contratada fixou-se nos 700 m². A zona 6, o Corredor Oeste, foi a mais ativa do mercado, com 36% da atividade. O setor Construção e Imobiliário foi o que mais espaço ocupou.

Entre janeiro e agosto, as empresas ocuparam 74.500 m² de escritórios em Lisboa, atividade que fica 24% abaixo de igual período de 2020, num total de 75 operações, com uma área média pouco abaixo dos 1.000 m².

A zona 5, o Parque das Nações, foi o destino mais procurado, com 29% da ocupação. As empresas do segmento TMT’s & Utilities foram responsáveis por 44% da área tomada.