Turismo

Turismo recupera dinamismo em abril

Ana Tavares |
Turismo recupera dinamismo em abril

O setor do alojamento turístico registou um total de 460.000 hóspedes e 946.800 dormidas em abril deste ano, variações de 762% e 510%, respetivamente, face a igual mês do ano passado.

Os números agora divulgados pelo INE mostram que, ainda assim, os valores estão longe dos registados em abril de 2019, com descidas de -80% e -84% face a esse mês, respetivamente.

Só as dormidas da hotelaria, que representam 73% do total, subiram 679% face ao período homólogo. As dormidas nos estabelecimentos de alojamento local, que pesam 20% do total, registaram uma subida de 220%, quebras de -86% e 78% face a 2019, respetivamente.

Em abril, as dormidas dos residentes subiram 517%, depois de uma quebra de -21% em março, e as de não residentes subiram 497%, depois da descida de -87% no mês anterior.

O mercado interno representou uma quota de 70% das dormidas totais em abril, num total de 668.100 dormidas. A descida é de 60,3% face a abril de 2019.

Neste mês, 47,6% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram movimento de hóspedes, uma melhoria face aos 60% de março.

A Área Metropolitana de Lisboa concentrou 24,4% das dormidas em abril, seguida pelo Norte, com 20%, pelo Centro, com 16%, e pelo Algarve (15%).

No acumulado dos primeiros 4 meses do ano, registou-se uma descida de 70% das dormidas totais, resultante de variações de -39% nos residentes, e de -86% nos não residentes.

Neste período acumulado, o Alentejo, os Açores e o Centro registaram as menores descidas no número de dormidas, de -38%, -46% e -57%.