Algarve

Vendas da hotelaria do Algarve crescem 136% em dezembro

Ana Tavares |
Vendas da hotelaria do Algarve crescem 136% em dezembro

No mês de dezembro, o volume de vendas da hotelaria subiu 136% face a dezembro de 2020, mês que tinha sido fortemente marcado por restrições de circulação. Os resultados ficam ainda 28% abaixo de dezembro de 2019, antes do início da pandemia.

No seu relatório mais recente, a AHETA salienta que «as vendas efetuadas através de plataformas online não incluem o pagamento das respetivas comissões, o que influencia o aumento homólogo do volume de vendas e, por essa via, os preços praticados».

Em dezembro, 18,6% das vendas foram efetuadas através de operadores turísticos tradicionais, valor que compara com os 34,7% de 2019.

Os números mostram que, em dezembro, a taxa de ocupação global média por quarto foi de 24,8%, mais 123% que em 2020, quando se atingiu o mínimo de 11,1%, mas -32,6% que em 2019.

O mercado nacional registou uma descida de -30,9% e o externo -38,8% face a dezembro de 2019.

Em termos acumulados, em 2021 a ocupação por quarto registou uma descida média de -47,3% face a igual período de 2019, e o volume de vendas uma quebra de -37%.

As maiores descidas da ocupação registaram-se nas zonas de Lagos/Sagres (-43,5%), em Albufeira (-41,3%), e Lagos / Sagres (-39,0%).